Thursday, February 16, 2006

Sonhos de consumo


Engracado como as nossas prioridades e pequenos "sonhos" mudam com o tempo.

Nessa minha rotina doméstica, vidinha de esposa dedicada, morando em um apartamento alugado e sem os encanamentos necessarios para se instalar uma maquina de lavar loucas, alguns dos meus sonhos de Amélia parecem se tornar assim tão... inatingiveis.

Meu reino por uma máquina de lavar louças!

Morar em Montreal tem dessas coisas. Cidade com muitas contruçoes antigas e com uma forte influência européia acaba não oferecendo alguns dos "luxos" que a gente acha normal no Brasil.

Por exemplo, eu acho muito estranho como a maioria das casas e apartamentos aqui tem apenas um banheiro. No Brasil qualquer apartamentinho tem um banheirinho extra para tirar a gente do aperto numa emergência. ;)

Um dia desses conversando com uma colega de trabalho comentei sobre o quanto eu gostaria de encontrar um apartamento para comprar aqui mesmo em Montreal mas que tivesse ao menos dois banheiros e quem sabe até uma suite. A menina caiu na gargalhada. Sem querer, contei uma piada engraçadissima.

É claro que tais apartamentos e casas existem mas são consideradas construcoes de luxo, com precos bem acima da média. A outra opção seria procurar construçoes mais recentes fora de Montreal. Mas essa é uma escolha dificil de se fazer e pode até virar assunto para um outro post.

3 comments:

Monique said...

O meu prédio também é antigo e não tenho a tão sonhada máquina de lavar louças, mas aqui em Toronto tem muitos prédios novos que já vem com maquina de lavar louça, roupa e de secar.
Aqui tem muita Townhouse, novinhas. Tem esse estilo por aí ?
Por enquanto a gente fica mesmo sonhando com a máquina.... bjs,

Anonymous said...

Oi, Queila!

Tudo bom?


Te adicionei no MSN, recebeu?
Bjs,

Isabela.
bela_santos2@hotmail.com

Alessandro Silva said...

Oi Queila,

somos de Belo Horizonte e de vez em quando passeamos pelo seu blog. Pretendemos ir em 2007 ou 2008 e pensamos em passar um tempo em uma cidade menor, no início, para depois ficarmos de vez em Montréal.
Só não sabia que as construções eram tão limitadas...rs
O banheirinho da área de serviço bem que vai fazer falta...
É sempre bom conhecer alguém que fala a mesma língua que a gente em um lugar tão longe... (mesmo sabendo que o francês vai estar presente em nossos sonhos e pesadelos...)hehe

Abraços,

Alessandro (Alê)
Alysson (Aly)
BHZ Québec